Klaus Bischoff com os designs para a Volkswagen.
Klaus Bischoff com os designs para a Volkswagen.
Klaus Bischoff com os designs para a Volkswagen.
Klaus Bischoff com os designs para a Volkswagen.
Becoming ID.

Primeiras ideias de design: a família ID. totalmente elétrica

Becoming ID.

Primeiras ideias de design: a família ID. totalmente elétrica

03/23/2020

Klaus Bischoff, o responsável pelo design da Volkswagen e a sua equipa, transformaram a família ID. totalmente elétrica, de uma visão, numa realidade. O design radicalmente novo também simboliza a nova liberdade que a mobilidade elétrica proporciona.

03/23/2020

Klaus Bischoff, o responsável pelo design da Volkswagen e a sua equipa, transformaram a família ID. totalmente elétrica, de uma visão, numa realidade. O design radicalmente novo também simboliza a nova liberdade que a mobilidade elétrica proporciona.

Ele transformou uma visão em realidade com o ID.3. Klaus Bischoff, responsável pelo design da Volkswagen. Na série de entrevistas "Becoming ID.", Bischoff de 57 anos, conta-nos porque foi criada uma família de produtos própria para a mobilidade elétrica e quais são os requisitos específicos de um automóvel elétrico.

Porque foi criada uma família de produtos própria - a família ID. - para a mobilidade elétrica?

Para nós foi claro desde o início que necessitávamos da nossa própria plataforma, sem compromissos, para a mobilidade elétrica, a fim de estar em consonância com os nossos elevados padrões em termos de autonomia, qualidade e preço. Um automóvel elétrico tem uma configuração totalmente diferente. O maior componente já não é o motor, mas sim a bateria, cujo posicionamento se situa entre os eixos no fundo do automóvel, assegurando um centro de gravidade muito baixo. A plataforma modular elétrica permite à família ID. ter um design de automóvel elétrico, sem compromissos. Esta abordagem torna a mobilidade elétrica verdadeiramente agradável, pois permite obter vantagens que não se conseguem obter de uma plataforma partilhada entre motores elétricos e motores de combustão. Sempre quisemos criar uma mobilidade emocional que não fosse limitada por argumentos puramente racionais. A mobilidade elétrica não deve significar limitações, mas sim, prazer e liberdade. Esta é a única forma de convencer as pessoas.

O ID.3 é um marco na história da Volkswagen, tal como foi o carocha ou o primeiro Golf. Como se aborda o design de um modelo tão importante?

Esta é a maior transformação tecnológica da Volkswagen. A decisão de lançar um projeto como a família ID, foi um enorme incentivo. Nós queríamos mostrar o que podemos criar em conjunto. Um automóvel elétrico tem requisitos de design totalmente diferentes. As entradas de ar já não são importantes. Já a aerodinâmica tem um impacto enorme sobre a autonomia. Demos a esta funcionalidade uma estética com base num design flúido e contínuo. Os modelos mais importantes estão focados essencialmente no impacto emocional. A família ID apresenta uma frente sem a grelha do radiador, juntamente com uma tração às rodas traseiras. Esta faz lembrar as nossas raízes estabelecidas pelo Carocha e pela "Pão de Forma" com os seus motores traseiros. E também olha para o futuro com um sorriso.

O Golf é o nosso produto que está mais perto da perfeição. Também queremos atingir este grau de perfeição com a nossa família ID. totalmente elétrica.
Klaus Bischoff
Responsável pelo Design da Volkswagen e Diretor Executivo

Havia um benchmark para o ID.3, um padrão que pretendiam atingir?

Nós pretendíamos desenvolver a mobilidade elétrica à nossa maneira - à maneira da Volkswagen. Já dispunhamos de alguns automóveis elétricos quando foi lançada a família ID., como por exemplo, o e-Golf. Estávamos certos de que poderíamos fazer muito mais com uma plataforma de mobilidade elétrica específica. O Golf convencional é tão bem-sucedido porque está otimizado a 100%. O Golf aproxima-se muito de ser um produto perfeito. Nós queríamos atingir o equivalente elétrico com o ID.

O que não esperaria no início do projeto do ID.3?

Como a mobilidade elétrica pode ser tão impressionante neste segmento. O baixo centro de gravidade e o binário instantâneo, permitem uma experiência de condução incrível. Eu não senti falta de nada, desde o meu primeiro test drive. Pelo contrário. Em combinação com o nosso interface de utilizador dependente da situação e a conectividade, criámos uma experiência de mobilidade sem igual na classe dos compactos. Trata-se de um passo gigantesco em frente.

O ID.3 é agora um verdadeiro modelo de produção em série e a família ID, está quase completa, o que se segue?

O ID.3 representa apenas o início. Toda a família ID. está agora pronta para entrar em produção. E claro, já estamos a trabalhar no futuro depois do futuro.

O seu browser não é suportado!

Faça download de um browser mais recente aqui ou aqui.