2.7.59.9, 2018-10-09 10:11:18
Secção de notícias com Volkswagen ID de fundo

Notícias.

Volkswagen no NOS Alive 2017

21 JUN 2017

A Volkswagen prossegue a sua associação ao Festival NOS Alive’17, a decorrer entre 6 a 8 de julho no Passeio Marítimo de Algés.

Serão três dias de muita música e animação, nos palcos por onde passarão bandas como Foo Fighters, Depeche Mode, The Weeknd, Spoon, Imagine Dragons, The Kills, The Cult, Phoenix e The XX, num dos mais importantes festivais de música em Portugal.

A Volkswagen é Viatura Oficial do evento, tal como acontece desde a primeira edição do Festival, o que lhe permitirá assegurar a mobilidade da organização e das bandas participantes, disponibilizando todas as viaturas necessárias durante o período do festival.

A Volkswagen estará mais uma vez presente no recinto do evento através da sua, já famosa, “Varanda”, um espaço privilegiado reservado aos seus convidados e no qual se desenvolvem também animações da Marca.

Por esta ocasião, a Volkswagen desenvolverá no Facebook uma campanha de oferta de bilhetes aos fans da Marca.

O NOS Alive foi já nomeado um dos 10 melhores festivais da Europa, no European Festival Awards, e igualmente nomeado um dos 10 melhores festivais do Mundo, que se realizam fora do Reino Unido, nos UK Festival Awards.

SIVA volta a apoiar o Instituto de Socorros a Náufragos na segurança das praias portuguesas, com os Volkswagen Amarok

30 MAI 2017

• Frota de 28 Volkswagen Amarok ajuda a socorrer banhistas nas praias de Portugal durante a época balnear 2017

• Em 2016 o projeto “Sea Watch” contribuiu para o salvamento de 262 pessoas

Os Volkswagen Amarok vão estar ao serviço do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) pelo 7º ano consecutivo, com o objetivo de tornar as praias portuguesas mais seguras, no âmbito do projeto “Sea Watch”.

Criado em 2011, o “Sea Watch” resulta da parceria entre o ISN, a SIVA e os Concessionários da Volkswagen e tem como objetivo promover a segurança nas praias de Portugal.

Na cerimónia de entrega dos Volkswagen Amarok para a época balnear de 2017, que decorreu na Praça do Município em Lisboa, no dia 30 de maio, estiveram presentes o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, o Diretor-Geral da Autoridade Marítima, Vice-Almirante Sousa Pereira, bem como o Presidente do Conselho de Administração da SIVA, Dr. João Pereira Coutinho.

Os operacionais que utilizam as viaturas são Militares da Marinha aptos para os desafios mais difíceis. As capacidades de todo-o-terreno, a elevada fiabilidade e os baixos consumos do Volkswagen Amarok, agora equipado com o novo motor 3.0 V6 de 224 cv, cujo binário mais elevado lhe confere melhores capacidades de condução na areia, têm sido algumas das vantagens identificadas pelos operacionais.

Para além destas vantagens, os Volkswagen Amarok ao serviço do ISN são adaptados às necessidades do serviço de salvamento com uma transformação desenvolvida em Portugal pela SIVA, a qual inclui suportes para equipamentos de emergência, pranchas de salvamento e macas, assim como as luzes de emergência.

A Rede de Concessionários Volkswagen Veículos Comerciais é também parte integrante deste projeto assegurando, em todo o território nacional, a manutenção e a assistência das viaturas.

De referir também o apoio do Volkswagen Financial Services assim como da Ageas Seguros, cuja adesão ao projeto “Sea Watch” se reveste da maior importância.

O projeto “Sea Watch” possibilitou em 2016 o salvamento de 262 veraneantes, efetuando 542 assistências de primeiros socorros e 36 buscas com sucesso de crianças perdidas.

A SIVA e a Volkswagen reafirmam assim a sua missão no âmbito da responsabilidade social, contribuindo de forma determinante para o reforço da segurança nas praias portuguesas, em conjunto com o Instituto de Socorros a Náufragos, sendo que a sua sinistralidade é uma das mais baixas do mundo.

Volkswagen Cross Polo

23 MAI 2017

O Volkswagen Cross Polo acrescenta agora à sua oferta uma edição especial equipada com GPS, sendo proposto com duas motorizações: 1.2 TSI (90 Cv) e 1.4 TDI (90 Cv), ambas acopladas a uma caixa manual de 5 velocidades. Com uma distância ao solo acrescida em 15 mm em relação ao Polo normal, a carroçaria de 5 portas destaca um aspeto mais robusto, típico de um fora de estrada.

O Volkswagen Cross Polo destaca no exterior proteções em plástico preto nos guarda lamas, na parte inferior dos pára choques e nas zonas laterais da carroçaria e soleiras das portas específicas, em relação ao Polo normal. As caixas dos espelhos retrovisores exteriores são na cor prata e as barras do tejadilho em prata anodizado possuem a inscrição Cross Polo. De série são também os faróis em halogéneo H7) e faróis de nevoeiro. Além disso, são propostas duas cores exteriores metalizadas específicas desta versão: “Laranja Honey” e “Beige Titanium”.

Os farolins traseiros em LED e a iluminação da matrícula traseira, também em LED, contemplam o design da iluminação. Os restantes componentes do pacote de faróis dianteiros incluem o controlo dinâmico do alcance das luzes, luzes de nevoeiro, luzes de curva, sistema de lavagem de faróis e uma luz avisadora para o fluído de lavagem.

O chassis do Cross Polo é 15 mm mais elevado do que o de um Polo normal, permitindo assim uma maior altura ao solo. A sua suspensão, os amortecedores e os estabilizadores também foram ajustados para se adaptarem às condições especiais, permitindo ao Cross Polo manter a trajetória correta, mesmo em estradas sem asfalto. Além disso, as jantes de liga leve Canyon de 17 polegadas em antracite (com pneus 215/40) e a sua superfície escura aumenta a aparência confiante do Cross Polo e sublinham o design offroad.

O interior do Cross Polo combina estética com funcionalidade: um volante de três raios, em couro perfurado, com decoração em alumínio, bem como a alavanca do travão de mão e o punho da caixa de velocidade, também em couro e com pespontos coloridos. O painel de bordo com materiais agradáveis ao tato, os pedais em alumínio mate e os contornos dos instrumentos em cromado mate, acentuam o caráter do design do interior. Para garantir que o interior não tem apenas um design atraente, o Cross Polo dispõe de gavetas por baixo dos bancos dianteiros, um apoio de braços central, bancos traseiros rebatíveis de forma assimétrica, ar condicionado e um sistema multifunções Plus.

O Cross Polo está equipado, de série, com um rádio Discover Media com sistema de navegação. O sistema Discover Media inclui um ecrã tátil, a cores de 6,5 polegadas. Além disso, pode contar com oito altifalantes, rádio FM, leitor de CDs que também lê música em formato mp3, aac e wma; duas entradas para cartões SD, entradas AUX-IN e USB e preparação para telemóvel através de Bluetooth.

A funcionalidade Car-Net App Connect, opcional, permite-lhe conectar facilmente o smartphone ao Sistema de Navegação Discover Media.

Desta forma consegue-se comandar determinadas aplicações do smartphone, no ecrã tátil do Cross Polo. A simplicidade de comandar as mesmas, não é a única vantagem. Diversas aplicações conseguem também processar informação disponibilizada pelo automóvel, de forma a proporcionar funções úteis e de entretenimento.

A Volkswagen disponibiliza-lhe três interfaces para ligar smartphones, com uma vasta gama de opções: MirrorLink™, CarPlay™ da Apple e Android Auto™ da Google. Algumas aplicações não estão disponíveis para cada um dos três interfaces e que a disponibilidade desta tecnologia pode variar de país para país.

O sistema de deteção de fadiga, de série, mantém em alerta o condutor. Este sistema avalia o seu comportamento enquanto conduz e recomenda que faça uma pausa, quando o seu comportamento se desvia de uma forma de condução concentrada.

A tecnologia moderna dos motores do Cross Polo caracteriza-se pela sua economia, elevado binário e potência. Os motores TDI Diesel e TSI a gasolina foram desenvolvidos para serem eficientes e estarem de acordo com as normas Euro 6. O seu consumo é reduzido, quer se trate do motor TSI, a gasolina ou TDI, Diesel, sem por em causa o prazer de condução e todos respeitam as normas Euro 6.

O motor TDI possui turbocompressor e injeção direta e distingue-se pela poupança de combustível e excelentes prestações. Caracteriza-se também por um trabalhar silencioso e pelo elevado binário que assegura uma condução desportiva.

Já o motor a gasolina TSI combina na perfeição prestações com economia. Consegue atingir o binário máximo mesmo a baixas rotações. A combinação de um pequeno motor com um turbocompressor e uma injeção direta de combustível dá origem a uma transmissão regular de potência. A tecnologia de downsizing da Volkswagen permite ao motor obter elevadas prestações, apesar de terem uma cilindrada relativamente baixa.

O Volkswagen Cross Polo é proposto com preços (sem despesas administrativas ou pintura metalizada) a partir de 18.633 euros (1.2 TSI de 90 Cv) e de 22.855 euros (1.4 TDI de 90 Cv).

Volkswagen e-Golf e Golf GTE

05 MAI 2017

A Volkswagen amplia a oferta em Portugal do facelift do Golf com duas novas variantes: e-Golf e Golf GTE. Estas duas novas versões do Golf completam a vasta gama de propulsões oferecidas pelo automóvel com maior êxito na Europa.

 

A Volkswagen amplia a oferta em Portugal do facelift do Golf com duas novas variantes: e-Golf e Golf GTE. Estas duas novas versões do Golf completam a vasta gama de propulsões oferecidas pelo automóvel com maior êxito na Europa.

Uma das chaves do êxito do Golf é que o modelo oferece a solução perfeita para quase todo o tipo de mobilidade. A ampla base destas soluções individuais são as versões a gasolina (TSI), Diesel (TDI) e os motores de gás natural (TGI). No patamar superior, esta gama única no mundo completa-se com os mais recentes modelos de elevada tecnologia que oferecem propulsão elétrica e híbrida plug-in (a que se juntam as versões mais desportivas Golf GTI Performance e Golf R).

Dependendo do modelo em questão, verificou-se um aumento de potência, autonomia e eficiência. Outras das características dos modelos e-Golf e Golf GTE são um design mais apelativo, faróis dianteiros e traseiros em LED (ambos de série), um novo sistema de infotainment Discover Pro com funções como o controlo por gestos (de série no e-Golf e no Golf GTE), o digital Active Info Display (opcional) e numerosos novos sistemas de assistência à condução.

Os novos Volkswagen e-Golf e Golf GTE iniciam agora a sua comercialização em Portugal com preços a partir de 40.461 euros e de 44.691 euros, respetivamente.

 

Resumo dos dados mais importantes do facelift dos e-Golf e Golf GTE

1. e-Golf: zero por cento de emissões para as pessoas que se deslocam diariamente para os seus locais de trabalho. O potente e-Golf debita uma potência de 136 Cv (100 kW) e oferece agora uma autonomia de 300 km no ciclo NEDC.

2. Golf GTE: o controlo híbrido proactivo inclui os dados do GPS e da rota no controlo do potente sistema de propulsão de 204 Cv (150 kW).

3. Mais atraentes: novos para-choques, nova grelha do radiador e novos faróis traseiros “Full” LED de série.

4. Mais luminosos: à semelhança das versões anteriores, o e-Golf e o Golf GTE estão equipados com faróis em LED. No Golf GTE, para além dos faróis traseiros em LED, os indicadores de direção são dinâmicos (acontecendo o mesmo nos Golf GTI, Golf R e GTD).

5. Mais intuitivos: o sistema de infotainment “Discover Pro” passa a contar com o controlo por gestos.

6. Digitalizados: com o Active Info Display, a Volkswagen oferece, pela primeira vez, instrumentação completamente digitalizada para o Golf.

7. Always on: serviço Car-Net “Guide & Inform” e novo serviço Car-Net “Security & Service”.

8. Semiautónomos: graças ao novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego, o Golf é conduzido de forma autónoma no tráfego urbano a uma velocidade até 60 km/h.

e-power e hybrid power. Os modelos e-Golf e Golf GTE com os seus sistemas de propulsão elétrico e híbrido plug-in respetivamente, são sinónimos da máxima proteção do meio ambiente. O e-Golf circula permanentemente com zero por cento de emissões. O Golf GTE circula temporariamente, até uma distância de 50 km (NEDC). Os dois modelos foram sujeitos a uma profunda remodelação técnica. Os pontos chave da segunda geração tecnológica do e-Golf são o aumento da autonomia (até 300 km no ciclo NEDC) e da potência (100 kW/136 Cv + 21 Cv). A Volkswagen desenvolveu uma nova estratégia híbrida para o Golf GTE. Em combinação com o sistema de navegação, no modo “híbrido” são utilizados os dados do GPS e do tráfego para controlar de forma otimizada a intervenção dos motores elétrico e de gasolina na rota programada, poupando assim energia (disponível a partir do verão de 2017).

 

Design revisto e melhorado

Faróis em LED e faróis traseiros em LED. Alguns dos pormenores de design neste facelift são novos para-choques, nova grelha do radiador, novos faróis em LED e novos faróis traseiros “Full” LED de série.

Nova parte dianteira. O perfil cromado inferior da grelha do radiador une-se aos “winglets” dos faróis em LED situados à direita e à esquerda. Os modelos diferenciam-se através da personalização deste perfil cromado.  Pormenores dos modelos e-Golf e Golf GTE: a grelha do radiador e os faróis em LED incorporam adicionalmente uma chamativa faixa azul (como caraterística da mobilidade elétrica da Volkswagen). Detalhe comum das versões e-Golf e Golf GTE é o formato em "c" da luz de condução diurna, típica para todos os Volkswagen elétricos e híbridos plug-in, situada no para choques. Com uma nova estrutura em favos de abelha nos revestimentos da grelha, o Golf GTE assemelha-se cada vez mais ao Golf GTI.

Secção traseira. As diferenças entre os modelos também são visíveis na secção traseira. Os faróis traseiros do GTE, por exemplo, são propostos de série com intermitentes dinâmicos e um grafismo dinâmico entre a luz traseira horizontal e a luz de travagem vertical. Além disso, o Golf GTE está equipado com uma dupla saída dos tubos de escape cromados, no lado esquerdo.

 

Digitalizado e interligado

Democratização da elevada tecnologia. O novo Golf oferece inúmeras inovações técnicas. Alguns exemplos: pela primeira vez na gama dos compactos existe a possibilidade de executar online o novo sistema de rádio e navegação “Discover Pro” através do controlo por gestos. Os novos e-Golf e Golf GTE oferecem este sistema de série. O ecrã de 9,2 polegadas do “Discover Pro” forma uma unidade conceptual e visual com o ecrã “Active Info Display”, também novo no Golf. Ao mesmo tempo, foi aumentada a oferta de serviços online e as app.

O facelift do Golf, do qual já foram vendidas 33 milhões de unidades, oferece também um novo status quo de assistentes de condução na gama dos compactos: tecnologias como o assistente de travagem de emergência em cidade com novo sistema de deteção de peões (Front Assist), o novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego (condução semiautomática até 60 km/h) e o assistente de emergência (“Emergency Assist”), também novo neste segmento, melhoram de forma notável a segurança.

 

Aspetos principais do novo e-Golf: aumento significativo da autonomia para 300 km e da potência para 136 Cv

Ideal para as deslocações diárias para o local de trabalho. O automóvel mais popular na Europa é também proposto como um veículo de zero por cento de emissões, desde 2014: o e-Golf. Agora é estreia da segunda geração tecnológica do veículo elétrico com uma autonomia muito maior, mais potência, novos detalhes de design e um mundo interior digitalizado. Em primeiro lugar o mais importante – a partir de agora, a autonomia no “Novo Ciclo de Circulação Europeu” (NEDC) é de 300 km – anteriormente era de 190 km. A média anual da autonomia relevante para os clientes é aproximadamente 200 km, dependendo do modo de condução, das condições meteorológicas e da utilização do ar condicionado. Como tal, o novo e-Golf poderá converter-se numa alternativa altamente ecológica para quase todos os condutores que se deslocam diariamente para o local de trabalho. Exemplo na Alemanha: segundo um estudo do Ministério Federal de Transporte e Infraestrutura Digital, cerca de 80% dos condutores percorrem menos de 50 km diários para chegar ao lugar de trabalho. O e-Golf adapta-se perfeitamente a este perfil de utilização.

Mais potência. Um componente essencial é a nova bateria de iões de lítio cuja capacidade energética foi aumentada de 24,2 kWh para 35,8 kWh em relação ao modelo anterior. Não foi apenas melhorada a capacidade da bateria e a autonomia do e-Golf, como também a sua agilidade. O novo motor elétrico desenvolve uma potência de 100 kW (136 Cv) em vez dos 85 kW (115 Cv) anteriores. Ao mesmo tempo aumentou o binário: como é habitual para os veículos elétricos, o binário máximo está imediatamente disponível. Ou seja, é independente do regime de rotações. O e-Golf possui um binário máximo de 290 Nm (anteriormente 270 Nm). A elevada agilidade é imediatamente percetível quando se coloca o veículo em andamento. O e-Golf acelera de 0-80 km/h em apenas 6,9 segundos e de 0-100 km/h em 9,6 segundos (modelo anterior: 10,4 s). A velocidade máxima está eletronicamente limitada a 150 km/h (+10 km/h). Apesar do aumento de potência e de autonomia, o consumo médio permanece inalterado em apenas 12,7 kWh/100 km.

Indicações de condução do modo Eco. Uma nova função de assistência (indicações de condução Eco) ajuda o condutor a poupar energia através de uma condução previsível. O sistema utiliza os dados proactivos da rota do sistema de navegação (de série) e os dados sobre a dinâmica longitudinal procedentes da unidade de controlo do motor. Através do ecrã multifunções (MFA), o condutor recebe indicações para levantar o pé do pedal do acelerador quando se verifica que o e-Golf é suficientemente rápido sem aceleração “elétrica” adicional nas seguintes situações: por exemplo, quando existe um limite de velocidade ou antes de uma curva. Adicionalmente à indicação “Levantar o pé do acelerador”, o ecrã MFA apresenta também um símbolo gráfico; por exemplo, uma curva, uma bifurcação, um sinal de limite de velocidade ou uma rotunda.

Bomba térmica. Com a finalidade de otimizar a autonomia também no inverno apesar da constante utilização do aquecimento, a Volkswagen oferece uma bomba térmica opcional para o e-Golf. A bomba térmica, oferecida como módulo auxiliar para o aquecimento elétrico (aquecimento de alta tensão) e o compressor de climatização do sistema de alta voltagem, utiliza tanto o calor gerado pelo ar ambiente como o calor libertado pelos componentes de propulsão. Deste modo reduz-se significativamente o consumo de eletricidade do aquecimento de alta tensão. Tal como acontece quando a bomba térmica é ativada, aumentará a autonomia do e-Golf durante os meses de inverno até cerca de 30% em comparação com um sistema de aquecimento convencional.

A carga CCS é a mais rápida. O tempo necessário para carregar a bateria depende da fonte de energia que se utilize: com a corrente convencional de 230 V (a 2,3 kW) a duração é de 13 horas e 15 minutos para um carregamento a 80%; numa estação de carregamento com 7,2 kW é de aproximadamente 4 horas e 15 minutos; e com o sistema CCS (Combined Charging System) com 40 kW é de apenas 45 minutos.

Volkswagen Car-Net e-Remote. A App Car-Net e-Remote permite realizar numerosas funções como o início do carregamento ou a climatização e também consultas através de um smartphone ou do site Car-Net na Internet. O Car-Net e-Remote também está disponível para o Golf GTE.

 

Interior digitalizado e amplo equipamento de série

Discover Pro e Active Info Display. Tal como acontece no exterior, o interior do e-Golf também foi melhorado e personalizado. Adicionalmente, o Golf elétrico caracteriza-se por um equipamento de série muito amplo.  A segunda geração do e-Golf está equipada de série com o novo sistema de infotainment de topo Discover Pro com ecrã de 9,2 polegadas e controlo por gestos. Outros equipamentos exclusivos no e-Golf são os instrumentos adaptados à propulsão elétrica. Pela primeira vez é proposto, em opção, no e-Golf o Active Info Display em substituição de instrumentação analógica. Este display e o sistema Discover Pro permitem criar um novo mundo de indicações e de manuseamento digitalizado. Alguns dos detalhes interiores do e-Golf são os bancos dianteiros confort, volante multifunções em couro, punho da alavanca de velocidades em couro com costuras em azul e inserções decorativas com um novo desenho.

 

Resumo dos detalhes de equipamento mais importantes

• Sistema de navegação Discover Pro com ecrã táctil de 9,2 polegadas, controlo por gestos e controlo por voz

• Faróis em LED e faróis traseiros em LED

• Para brisas térmico com aquecimento

• Sistema de deteção de peões

• Ar condicionado Air Care Climatronic com regulação de temperatura de duas zonas e filtro antialérgico

• Seleção de perfis de condução

• Volante multifunções e punho da alavanca de velocidades com aspeto de alumínio

• Volkswagen Media Control e App Connect

• "Security & Service Plus" (3 anos incluídos) "Security & Service Basic" (10 anos incluídos), Emergency Service (10 anos incluídos)

• Jantes em liga leve "Astana" de 16 polegadas com superfície polida

 

Novo Golf GTE: agora com estratégia híbrida proactiva

• A estratégia híbrida proactiva utiliza os dados do sistema de navegação

• O Golf GTE realiza percursos até 50 km (NEDC) com zero por cento de emissões

Design revisto e instrumentação digitalizada. Com o seu sistema de propulsão híbrido plug-in o Golf GTE é a escolha ideal para os condutores que desejam percorrer grandes distâncias no menor tempo possível e, ao mesmo tempo, circular sem emissões em zonas urbanas na partida e na chegada ao destino. No seio do amplo facelift da gama, a Volkswagen otimizou e melhorou o design do Golf GTE. A novidade a bordo é a estratégia híbrida proactiva que é proposta em combinação com um sistema de navegação (a partir do verão de 2017). O automóvel reconhece, por exemplo, a entrada em cidades e liga previamente de forma automática a propulsão elétrica com zero por cento de emissões. Ao mesmo tempo, está também disponível a bordo do Golf GTE uma gama completa de sistemas de assistência à condução e sistemas de infotainment. É, pela primeira vez, equipado em opção, com o assistente para filas de trânsito (Traffic Jam Assist), com condução semiautomática até 60 km/h, o ecrã digital Active Info Display (opcional) e o sistema de infotainment Discover Pro com ecrã de 9,2 polegadas e controlo por gestos. Os novos sistemas de infotainment, com o ecrã opcional Active Info Display, representam um mundo de indicação e manuseamento digital completamente novo no Golf GTE.

Cinco modos de condução e máxima eficiência. O Golf GTE circula de forma completamente elétrica no “e-mode” (até 50 km no ciclo NEDC). O veículo arranca no modo zero de emissões, sempre e quando a carga da bateria seja suficiente. Se é ativado o modo “Hybrid”, o Golf ativa automaticamente os motores em conjunto ou em separado com o intuito de alcançar a máxima eficiência possível. O Modo GTE é uma singularidade dinâmica – tal como o condutor ativa este modo, os motores estabelecem o máximo dinamismo possível. Além disso, o condutor pode manter constante o nível da carga da bateria através de outros modos de condução e, inclusive, carregar a bateria durante o andamento para, por exemplo, poder circular sem emissões numa zona urbana de destino. O sistema de propulsão híbrido plug-in converte o Golf GTE num dos automóveis mais eficientes do seu segmento. O Golf GTE consome entre 1,6l – 1,8l /100 km de gasolina (CO2: 36 - 40 g/km) e 11,4 – 12,0 kWh/100 km de eletricidade (NEDC para veículos híbridos), estando integrado na categoria de eficiência A+.

Estratégia híbrida proativa. O Volkswagen Golf GTE propulsionado por um bloco TSI (110 kW/150 Cv) e um motor elétrico de 75 kW/102 Cv (rendimento total do sistema 150 kW/204 Cv) caracteriza-se, em função do modelo, por uma estratégia híbrida revista. Através da nova configuração, o condutor poderá aproveitar melhor o potencial energético do Golf GTE e o modo de condução totalmente elétrico. O sistema de navegação irá considerar e otimizar a estratégia híbrida, avaliando os dados do trajeto proativos. Ou seja, tanto os dados do trajeto do sistema de navegação como os dados do GPS fluem na regulação do sistema de propulsão. Deste modo, o Golf GTE reconhece previamente a topografia do trajeto e “sabe” quando se aproxima de uma subida ou descida de uma zona montanhosa, de uma autoestrada, de uma estrada ou de uma cidade, adaptando assim a ativação dos motores ao trajeto. Um exemplo concreto: numa estrada nacional a uma velocidade de 100 km/h é utilizado maioritariamente o motor TSI; seguidamente o sistema reconhece quando o Golf GTE se está a aproximar de uma cidade e, por esta razão, o sistema de propulsão híbrido plug-in ativa imediatamente o motor elétrico à entrada de uma cidade; deste modo, o veículo circula na cidade com zero por cento de emissões e sem consumo de combustível.

 

Resumo dos detalhes de equipamento mais importantes

• Sistema de navegação Discover Pro com ecrã táctil de 9,2 polegadas, controlo por gestos e controlo por voz

• Faróis LED e farolins LED (com intermitentes dinâmicos e função de travagem)

• Sistema de deteção de peões

• Bancos dianteiros desportivos exclusivos

• Ar condicionado Air Care Climatronic com regulação de temperatura de duas zonas e filtro antialérgico

• Iluminação ambiente com cor azul

• Volante desportivo multifunções em couro com patilhas e inserções decorativas em alumínio, punho da alavanca de velocidades com aspeto de alumínio

• Seleção dos perfis de condução

• Jantes em liga leve "Marseille" de 18 polegadas com superfície polida

• "Security & Service Plus" (3 anos incluídos) "Security & Service Basic" (10 anos incluídos), Emergency Service (10 anos incluídos)

Volkswagen Tiguan conquistam Marrocos

03 MAI 2017

A Volkswagen apoiou a segunda edição do “Off Road Bridgestone Marrocos”, que decorreu entre os dias 22 e 30 de abril, com a organização do Clube Escape Livre. O maior dos eventos do calendário deste clube colocou à prova a destreza dos condutores e as capacidades dos Volkswagen Tiguan 4Motion (a que se juntou um Amarok e um Audi Q5).

Os Volkswagen Tiguan 4Motion venceram as difíceis condições encontradas devido ao mau tempo em algumas partes do percurso e cumpriram sem problemas toda a rota desta verdadeira aventura, em alguns casos bem dura, tendo ultrapassado com sucesso as espetaculares dunas do Erg Chebbi.

O Volkswagen Tiguan 2.0 TDI de 240 Cv percorreu 2.690 km, em Marrocos, passando por todo o tipo de piso (asfalto, terra, areia e piso rochoso), fazendo médias entre os 6,0 e os 7,2 l/100km e uma média global de 7,1 l/100km. Os parâmetros escolhidos (modo de condução) em alguns destes terrenos foram os off road, permitindo uma condução agradável, segura e uma resposta pronta em todas as condições. Equipado nos bancos da frente com o sistema ergoActive, o Tiguan transportou a equipa confortavelmente, considerando uma média diária de 400 quilómetros percorridos. A função de massagem incorporada nos bancos permitiu que todos chegassem “frescos”.

Lançado em 2016 o Volkswagen Tiguan tem tido um percurso de sucesso no mercado nacional. Este SUV conta com 3 níveis de equipamento (Trendline, Confortline e Highline) combinados com as motorizações 1.6 TDI de 115 Cv, 2.0 TDI de 150 Cv, 190 Cv e 240 Cv, com tração à frente ou 4Motion. As generosas dimensões do Tiguan foram atingidas em grande parte através da utilização da plataforma MQB (Modular transversal Matrix). O resultado foi o impressionante perfil de um SUV com um design muito sofisticado e dinâmico. Entre os muitos prémios internacionais já conquistados, o Tiguan foi vencedor do prestigiado “German Design Award 2017”.

Volkswagen Golf com motor 1.5 TSI

04 ABR 2017

→ Novo motor de alta tecnologia debita uma potência de 150 Cv

→ Motor económico a gasolina com injeção direta e sistema common-rail

→ Disponível em combinação com caixa manual de 6 velocidades ou transmissão automática DSG de 7 velocidades

A Volkswagen alarga a oferta do novo Golf com a sua mais recente e moderna geração de motores: o bloco 1.5 TSI Evo (150 Cv). Um motor turbo a gasolina de 4 cilindros, 150 Cv de potência, injeção direta, sistema common-rail e sistema de gestão ativa dos cilindros (ACT). O novo Golf 1.5 TSI já está disponível para compra com níveis de equipamento a partir da linha Confortline. O preço de entrada para o Golf é de 27.740 euros, iniciando-se o valor do Golf Variant 1.5 TSI em 28.775 euros.

O novo TSI, que desenvolve o seu binário máximo de 250 Nm desde o ralenti a 1.500 rpm, é especialmente ágil e de grande desempenho. O motor é bastante silencioso, usa menos gasolina e produz menos emissões poluentes. Consumo (NEDC) da versão com caixa manual: 5,0 l/100 km (CO2: 114 g/km). Os valores de consumos e de emissões de CO2 com a transmissão DSG opcional de 7 velocidades é de 4,9 l/100 km e 112 g/km respetivamente.

O novo motor 1.5 TSI Evo é um bloco de elevada tecnologia e com um design moderno. Em comparação com os motores de 1.4 litros foi reduzida, por exemplo, a fricção interna através de uma bomba de óleo variável e um primeiro rolamento da cambota revestido de polímero. Além disso, o novo motor sobrealimentado caracteriza-se por uma pressão de injeção até 350 bar. A quantidade e a duração da injeção são controladas eletronicamente. Outro dos detalhes destes motores é um intercooler indireto mais eficiente e com um melhor desempenho de refrigeração. Componentes sensíveis à temperatura, como a válvula de borboleta, estão a jusante do intercooler, otimizando a sua temperatura.

Por último, mas não menos importante, o novo motor possui um sistema de gestão térmico inovador com um novo mapa de refrigeração. Cilindros revestidos com APS (proteção térmica por plasma atmosférico) e um conceito de arrefecimento de fluxo cruzado na cabeça do cilindro são especificamente utilizados para este motor TSI de 150 Cv.

Quando se desloca dentro da gama de velocidades do motor de 1.400-4.000 rpm e em velocidades até 130 km/h, o Active Cylinder Management (ACT) desliga completamente, de modo imperceptível, dois dos quatro cilindros, dependendo da carga. Desta forma, o consumo de combustível e as emissões são também significativamente reduzidas.

Uma versão deste motor 1.5 TSI Evo com uma potência de 130 Cv também está a ser desenvolvida, estando disponível a partir de meados deste ano. O consumo NEDC desta versão será de 4,6 l/100 km (CO2: 104 g/km).

Volkswagen Golf 2017

17 MAR 2017

Cerca de um milhão de pessoas decidem comprar, ano após ano, um modelo Golf. Há mais de quatro décadas que, aproximadamente, em cada 40 segundos sai um novo Golf da linha de montagem. A maioria das vezes tratam-se de versões configuradas individualmente e produzidas por encomenda. O novo Golf encontra-se na grelha de partida, sendo agora a vez de iniciar a sua comercialização em Portugal nas versões de 3 e 5 portas e Variant.

 

Em resumo

Design mais moderno e dinâmico, equipamento otimizado, inteligentes sistemas de condução

O novo Golf é o primeiro compacto com sistema de controlo por gestos

Eletrónica interativa – infotainment de última geração e funções de condução autónoma

Eficiência inovadora – novo motor 1.5 TSI com uma potência até 150 Cv e nova transmissão DSG de 7 velocidades

 

Dados importantes – Pontos chaves do novo Golf

1. Mais intuitivo: o sistema de infotainment “Discover Pro” passa a contar com o controlo por gestos.

2. Mais amplo e elegante: nova gama de sistemas de infotainment com ecrãs tacteis de maiores dimensões.

3. Always on: serviço em rede “Guide & Inform” e novo serviço Car-Net “Security & Service”.

4. Semiautónomo: graças ao novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego, o Golf é conduzido de forma autónoma no tráfego urbano a uma velocidade até 60 km/h.

5. Mais eficiente: novo motor a gasolina 1.5 TSI (130 e 150 Cv) para as versões Golf e Golf Variant.

6. Mais potente: novo Golf GTI Performance com a extraordinária potência de 245 Cv.

7. Maior economia de combustível: a nova transmissão DSG de dupla embraiagem com 7 velocidades reduz o consumo em 0,3 l/100 km.

8. Mais atraente: novos para-choques, nova grelha do radiador e novos faróis traseiros “Full” LED de série.

9. Mais resplandecente: os novos faróis em LED do Golf de 2017 substituem a totalidade dos faróis em xénon dos modelos Golf e Golf Variant.

10. Mais amplo: o equipamento de série da versão base inclui o novo sistema de infotainment “Composition Colour”.

 

O Golf 2017

Cerca de um milhão de pessoas decidem comprar, ano após ano, um modelo Golf. Há mais de quatro décadas que, aproximadamente, em cada 40 segundos sai um novo Golf da linha de montagem. A maioria das vezes tratam-se de versões configuradas individualmente e produzidas por encomenda. O novo Golf encontra-se na grelha de partida, sendo agora a vez de iniciar a sua comercialização em Portugal nas versões de 3 e 5 portas e Variant. O novo Golf não só está equipado com os motores mais vanguardistas, como também oferece um atraente desenho, inteligentes sistemas de condução, uma geração de sistemas de infotainment nova e um equipamento ampliado. O modelo base – o Golf Trendline – oferece de série o novo sistema de infotainment “Composition Colour” e novos faróis traseiros em LED.

Primeiro compacto do mundo com sistema de controlo por gestos

Democratização da elevada tecnologia. O novo Golf oferece inúmeras inovações técnicas. Alguns exemplos: pela primera vez na gama dos compactos existe a possibilidade de executar online o novo sistema de rádio e navegação “Discover Pro” através do controlo por gestos. O ecrã de 9,2 polegadas do “Discover Pro” forma uma unidade conceptual e visual com o ecrã “Active Info Display”, também novo no Golf. Ao mesmo tempo, foi aumentada a oferta de serviços online e as App. O conceito chave é “Smart-Home” – a partir de agora será possível abrir online a porta de casa a um familiar, a um operador ou ao carteiro desde o veículo, através do “MirrorLink™” e da nova aplicação “DoorBird”. O condutor pode visualizar em tempo real quem está a tocar à campainha da sua casa. A atualização do Golf, do qual já foram vendidas 33 milhões de unidades, oferece também um novo statu quo de assistentes de condução na gama dos compactos: tecnologias como o assistente de travagem de emergência em cidade com novo sistema de deteção de peões (Front Assist), o novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego (condução semi-automática até 60 km/h) e o assistente de emergência, também novo neste segmento, melhoram de forma notável a segurança. O novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego melhora significativamente o conforto nestas condições.

Novos e eficientes motores TSI e nova transmissão DSG de 7 velocidades

Novo 1.5 TSI Evo de 150 Cv. A digitalização progressiva chega acompanhada pela estreia dos motores mais eficientes. No Golf estreia o novo motor turbo a gasolina “1.5 TSI Evo” – um potente motor turbo de 4 cilindros com sistema de gestão de cilindros ativa (ACT) e 150 Cv de potência. Além disso, será lançada brevemente uma variante BlueMotion de 130 Cv. A Volkswagen aumentou a potência na versão do Golf GTI para 245 Cv. A nova transmissão automática de dupla embraiagem DSG de 7 velocidades permite uma redução do consumo até 0,3 l/100 km. Todos os modelos Golf estão disponíveis com tecnologia BlueMotion - sistema “Start/Stop” e modo de recuperação da energia de travagem.

Design mais moderno e dinâmico com novos faróis em LED

LED substitiu xénon. A Volkswagen passa a oferecer a versão de equipamento otimizada “Highline” nos modelos Golf e Golf Variant, a que haverá a acrescentar as variantes Golf GTD, Golf GTD Variant, Golf GTI e a versão com tração total Golf Alltrack. O desenho revisto de todas as novas versões do Golf é mais impressionante que nunca. Algumas das alterações de desenho são os novos para-choques dianteiro e traseiro, novos faróis de halógeneo com luz de condução diurna em LED, novos faróis Full LED (opcionais e de série nas versões mais equipadas), que sustituem os faróis de xénon, novos guarda-lamas e novos faróis traseiros em Full LED de série para todas as versões do Golf. As novas jantes e as cores completam a atualização do desenho exterior. Além disso, as novas inserções decorativas e os novos revestimentos enriquecem o interior do Golf 2017. A gama de níveis de equipamentos permanece inalterável.

Volkswagen Arteon non Salão de Genebra

07 MAR 2017

A Volkswagen apresentou novidades no Salão de Genebra. Entre os modelos de produção, estreia mundial do coupé premium Arteon e, a nível europeu, do Tiguan Allspace. Também a nova geração do Golf estreou-se num salão automóvel. A pensar na mobilidade elétrica, num futuro próximo, foi estreado na Europa o I.D. BUZZ e um interessante concept denominado Sedric, representando a redefinição da mobilidade individual.

O Volkswagen Arteon é um coupé premium de cinco portas (as laterais sem molduras nas janelas) e cinco lugares. Com lançamento previsto para o próximo verão está posicionado acima do Passat. O luxuoso Arteon, possui um comprimento total de 4,86 metros, uma largura de 1,87 metros, uma altura de 1,43 metros e uma distância entre eixos de 2,84 metros. A volumetria do porta-bagagens é bastante generosa (entre 563 e 1.557 litros).

Na fase de lançamento, o Arteon será comercializado com motores Diesel TDI e a gasolina TSI, com potências compreendidas entre os 150 e os 280 Cv. Este novo modelo vem equipado com blocos de 4 cilindros posicionados transversalmente. A Volkswagen utilizou a plataforma MQB, que é reservada aos motores orientados perpendicularmente ao sentido do andamento. A tração pode ser às rodas dianteiras ao às quatro rodas (4MOTION). O Arteon recorre a uma caixa manual de 6 velocidades ou a uma transmissão automática DSG de 7 velocidades. Os grupos óticos em LED fundem-se com a grelha do radiador e o capot, criando uma parte dianteira completamente nova.

O Arteon é oferecido com três níveis de equipamento: Base, Elegance e R-Line, estes dois últimos com amplas possibilidades de personalização. O Elegance possui elementos decorativos que transmitem ao interior e exterior um toque luxuoso; o R-Line de aspeto mais desportivo inclui, entre outros elementos, para-choques específicos. O espaço interior é muito generoso graças à grande distância entre eixos.

De série possui grupos óticos e intermitentes em LED (com luz intermitente sequencial nas versões mais equipadas), jantes de 17 polegadas (que podem ir até 20 polegadas, em opção), entrada e arranque sem chave, bancos dianteiros desportivos com regulações semi-elétricas, detetor de fadiga do condutor (Driver Alert System). Opcionalmente, pode ser equipado com instrumentação digital em substituição do painel de instrumentos convencional, head-up display (informação projetada no para brisas, no campo de visão do condutor), sistemas digitais opcionais (‘‘Active Info Display’’) e sistema de infotainment com um ecrã de 9,2 polegadas e controlo por gestos (‘‘Discover Pro’’). Os novos assistentes de condução são pró-ativos e reagem perante limites de velocidades em zonas sinuosas.

Entre os sistemas de assistência à condução referência para o cruise control adaptativo, que permite manter a velocidade e uma determinada distância em relação ao veículo precedente (esta informação é processada com câmaras e cartografia GPS). O Arteon oferece também a segunda geração do sistema de assistência de emergência (Emergency Assist), que funciona do seguinte modo: caso o condutor não interceda no volante durante um determinado tempo, é reduzida a velocidade automaticamente, sendo emitidos simultaneamente vários avisos ao condutor. Existe, ainda, uma nova função para o sistema de iluminação em curva que, graças à informação processada pelo GPS, liga antecipadamente a iluminação correspondente. 

Novo Volkswagen Golf chega a Portugal em meados de março

Apresentado pela primeira vez num salão automóvel, o novo Volkswagen Golf chega a Portugal em meados deste mês. Destaca um design mais moderno e dinâmico, equipamento otimizado, inteligentes assistentes de condução e eletrónica interativa (infotainment de última geração e funções de condução autónoma). Com mais de um milhão de unidades vendidas anualmente, o novo Golf oferece o eficiente e inovador motor 1.5 TSI (130 Cv e 150 Cv) e uma reformulada transmissão DSG de 7 velocidades. Alguns dados a reter: mais intuitivo – o sistema de infotainment “Discover Pro” passa a contar com o controlo por gestos; “Always on” – serviço em rede “Guide & Inform” e novo serviço Car-Net “Security & Service”; semiautónomo – graças ao novo sistema de assistência em zonas de grande tráfego, o Golf é conduzido de forma autónoma no tráfego urbano a uma velocidade até 60 km/h; maior economia de combustível – a nova transmissão DSG de dupla embraiagem com 7 velocidades reduz o consumo em 0,3 l/100 km.

Novo Volkswagen Tiguan Allspace com estreia europeia

A versão europeia do SUV premium Tiguan Allspace de sete lugares faz a sua estreia em Genebra. Oferece um espaço que supera os limites do seu segmento, posicionando-se entre o Tiguan e o topo de gama Touareg. Em comparação com o Tiguan já no mercado, o Allspace apresenta um comprimento superior em 215 mm e uma distância entre eixos incrementada em 109 mm. Com opção até sete lugares, o volume da bagageira aumentou 145 litros, até 760 litros com cinco pessoas a bordo. A volumetria máxima (com 5 pessoas) aumentou de 265 até 1.920 litros. O sistema de informação e de entretenimento Discover Pro possui o controlo por gestos pela primeira vez no Tiguan. É proposto com seis motores, com potências entre 150 e 240 Cv. A transmissão DSG e tração 4MOTION estarão disponíveis a partir dos motores de 180 Cv.

I.D. BUZZ: protótipo elétrico a pensar no futuro

Depois de apresentado em janeiro passado no Salão de Detroit, o I.D. BUZZ tem agora a sua estreia europeia. É um protótipo elétrico através do qual a Volkswagen antecipa o design e a tecnologia que estarão presentes num modelo de produção, a ser lançado num futuro próximo. Foi fabricado sobre a plataforma modular MEB, (a mesma que Volkswagen utilizou no concept I.D.), que está desenhada especificamente para ser utilizada em modelos elétricos.

O I.D. BUZZ apresenta uma carroçaria tipo monovolume e um habitáculo com capacidade até oito passageiros. O comprimento é de 4,94 metros e a distância entre eixos de 3,30 metros. Estão previstos dois sistemas de propulsão para o I.D. BUZZ, em ambos os casos com motores elétricos. O primeiro debita uma potência até 272 Cv, através da energia fornecida por uma bateria de iões de lítio com 83 kWh de capacidade. O segundo possui motores (um por cada eixo) que, no conjunto, debitam uma potência de 374 Cv e funcionam graças à eletricidade acumulada numa bateria com 111 kWh de capacidade. No primeiro caso a tração é às rodas traseiras, enquanto no segundo caso é às quatro rodas.

O I.D. BUZZ mais potente é capaz de acelerar de 0- 100 km/h em 5,3 segundos e alcançar 160 km/h (velocidade limitada eletronicamente). A autonomia da versão menos potente é de 450 km (de acordo com o ciclo de homologação NEDC), enquanto a variante com mais potência ascende a 600 km. Este protótipo admite dois tipos de carga: mediante um cabo ou através de um sistema de indução.

O acesso ao habitáculo é efetuado através de quatro portas laterais, duas delas (as traseiras) de correr e com acionamento elétrico. Todos os bancos são rebatíveis e podem ser deslocados longitudinalmente através de calhas que estão no piso do habitáculo. O I.D. BUZZ possui dois porta-bagagens: o primeiro está posicionado debaixo do capot e tem uma volumetria de 200 litros; o segundo é de maior dimensão (660 litros) e está situado atrás da última fila de bancos.

Mobilidade individual redefinida – autonomia de condução com o toque de um botão no concept Sedric

O Grupo Volkswagen redefine a mobilidade individual. É, inclusive, o primeiro construtor a apresentar um conceito integrado de mobilidade. Neste sentido, foi apresentado um concept car desenvolvido a partir do zero para uma condução autónoma – o Sedric – que, com auto-condução, fornece uma visão concreta sobre esta forma inovadora de mobilidade individual que pode ser utilizado por todos, mas que pode ser adaptado às necessidades pessoais e aspirações, disponível com o toque de um botão, fácil, sustentável, conveniente e seguro. Este é o primeiro concept do Grupo Volkswagen com uma plataforma de “ideias cruzadas”. O Grupo Volkswagen destaca com o Sedric a grande importância da condução totalmente automatizada na futura estratégia da empresa.