Menu
Fechar menu
Fechar

Becoming ID. Cover drive. O momento da verdade

Becoming ID. Cover drive. O momento da verdade

Após anos de desenvolvimento profundo, o novo ID.3 (protótipo próximo do modelo de produção) foi apresentado pela primeira vez a um conjunto selecionado de especialistas. Neste episódio revelamos o que mais os impressionou e o que mais orgulha os nossos engenheiros.

Da plataforma MQB à plataforma MEB. A Volkswagen está a iniciar a maior transformação desde o Golf, com o lançamento da família ID.. E, para atingir o objetivo de produção de 3 milhões de automóveis totalmente elétricos até 2025, o responsável pelo desenvolvimento, Frank Bekemeier, teve de repensar toda a mobilidade elétrica. 

O que mais a inspirou no desenvolvimento da família ID.?

Num curto período de tempo, fomos capazes de criar uma matriz automóvel inteiramente nova que nos vai permitir atingir os requisitos globais sobre a futura família de automóveis elétricos da Volkswagen e das outras marcas do Grupo. Também temos de olhar tão para a frente no nosso trabalho, de forma a assegurar que o resultado atual do nosso desenvolvimento continue a ser superior ao dos nossos concorrentes, em 2022 e depois dessa data, num mercado em rápida mudança e com uma concorrência feroz. Para alcançar esse objetivo, não basta um desenvolvimento técnico adequado, é necessário um extraordinário trabalho de equipa. Durante este projeto, toda a equipa da Volkswagen ultrapassou uma enorme quantidade de obstáculos -apenas nós somos capazes de realizar algo como isto!      

 Em que altura se apercebeu que a mobilidade elétrica para todos se estava a tornar uma realidade?

 Quando levámos um dos primeiros protótipos do ID.3 (protótipo próximo do modelo de produção) para a Cidade do Cabo e o testámos ao limite, nos congestionamentos sem fim, do centro da cidade. Já na altura foi uma sensação espetacular. Apesar do tempo quente, o sistema da bateria esteve sempre na zona verde; o sistema de transmissão funcionou de forma perfeita; a direção e os travões foram muito fiáveis. E, apesar das temperaturas extremas no exterior, ainda tínhamos uma autonomia de 200 quilómetros com metade da carga da bateria disponível. 

 Nunca me vou esquecer como o Dr. Welsch voltou a sentar-se ao volante depois do test drive e disse: "Vou dar mais uma volta!" Quarenta e cinco minutos mais tarde, ele ainda não tinha voltado! Também não atendia o seu telemóvel. Estávamos prontos para enviar um carro de apoio à sua procura, quando finalmente apareceu após uma hora. Saiu do automóvel a sorrir e disse "Desculpem, eu não me apercebi que tinha saído há tanto tempo. Estava a divertir-me tanto!" 

"O ID.3 chegou para mudar as regras do jogo na mobilidade elétrica."

 

Frank Bekemeier

Responsável pelo desenvolvimento da mobilidade elétrica

Em detalhe, qual é a tecnologia que considera mais fascinante no novo ID.3?

 O cockpit digital não deixa ninguém indiferente. Este permite um novo nível de interação entre o condutor e o automóvel. O cockpit digital é autoexplicativo e intuitivo, graças aos sensores táteis e ao comando natural de voz. O ID. Light, por exemplo, estabelece uma comunicação direta entre os sistemas de assistência e o condutor. Ou o head-up display, que projeta informação como a velocidade, informações do sistema de assistência à condução e comandos de navegação ou direção, diretamente para o pára-brisas. São funcionalidades como estas que permitem ao ID.3 estabelecer novos paradigmas.

 Qual foi o maior desafio que teve de enfrentar durante todo o processo do projeto?

 Para que possamos fazer jus ao nosso lema"Elétricos para todos" ,é óbvio que o preço tem de ser acessível a todos os nossos clientes. E, para o tornar possível, tivemos de trabalhar mais proximamente do que alguma vez, com a Audi, Skoda e Seat. Isto permitiu-nos obter enormes sinergias entre as marcas, apesar dos automóveis terem um caráter muito distinto. Sem consolidar o nosso volume, nunca teríamos sido capazes de desenvolver inovações como o head-up display com realidade virtual, o nosso cockpit digital ou o nosso conceito de interior. Obrigado a todos os colegas das outras marcas.

O que retira pessoalmente deste projeto?

 Toda a equipa cresceu com o "espírito ID.", sem o qual não teríamos sido capazes de atingir um esforço de equipa tão incrível. Ter trabalhado com uma equipa como esta é um verdadeiro privilégio.

 Acabou de mencionar o "caráter" de um automóvel elétrico: Qual é atualmente o seu membro preferido da família ID.?

 Para mim é o ID. SPACE VIZZION (protótipo próximo do modelo de produção), o sétimo membro da família ID. Como o ID.CROZZ (protótipo próximo do modelo de produção), este modelo mostra que também somos capazes de produzir um automóvel elétrico com tração às quatro rodas, com um motor adicional no eixo da frente. Este dá-nos uma potência total de 250 kilowatts e ao mesmo tempo atinge uma autonomia de até 590 quilómetros, graças ao impressionante quociente de penetração no ar. Também gosto da nova pintura branco metalizada "Saintly Blue" - os efeitos violeta-azul brilham, dependendo da luz. 

Oops!
O seu navegador parece estar desatualizado. O nosso site pode não estar a funcionar da melhor forma possível. No entanto, a maioria dos navegadores (exceto o MS Internet Explorer 11 e anteriores) funcionam sem problemas.

Recomendamos que atualize o seu browser!
A última versão pode assegurar uma boa experiência em qualquer site da internet.

Obrigado pela sua visita e divirta-se,
A sua equipa Volkswagen